Notícias

Carolina Deslandes emocionada com história de rapariga que precisa de 7 mil euros para salvar a mãe

Redação
publicado há 1 mês
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A cantora Carolina Deslandes mostrou-se emocionada com a história de Ana Rita Borges, uma rapariga, de 20 anos, que decidiu pedir ajuda para a mãe, através das redes sociais.

«Chamo-me Ana Rita Borges, tenho 20 anos, e vivo com a minha mãe, uma vez que perdemos o meu pai há cinco anos. Hoje estou aqui para vos falar da minha mãe, chama-se Ana Paula Borges, tem 54 anos e foi-lhe diagnosticado um adenocarcioma de células pouco coesas do estômago», começou o texto da história da rapariga que Carolina decidiu partilhar, no Instagram, este domingo, dia 10 de novembro.

LEIA TAMBÉM: Maria Ervilhinha nasceu com uma síndrome rara e os tratamentos rondam os 20 mil euros por ano

Apesar de alguns sacrifícios económicos que Ana Rita Borges e Ana Paula Borges tiveram de fazer, segundo a jovem, a mãe foi tratada na Fundação Champallimaud, no verão, de 2018. Realizou quatro ciclos de quimioterapia, seguidos de uma gastrectomia total – retirar a totalidade do estômago. «Apesar de muito magra, a minha mãe enfrentou a quimioterapia e a cirurgia com a coragem e a força que a têm acompanhado em todos os momentos adversos da vida», continuou a jovem por explicar.

ADSE recusa pedido

Ana Paula Borges tem tido a ajuda necessária de alguns amigos que se têm disponibilizado para lhe dar boleias. Em janeiro, deste ano, 2019, a mãe de Ana Rita Borges entrou na «fase de controle e tudo parecia estar a correr bem». Não havia qualquer indício de doença, em nenhum dos exames, até que foi detetada uma «subida no marcador tumoral». «Quando pensávamos que estava tudo bem, a doença voltou a instalar-se entre nós», contou Ana Rita Borges.

LEIA AINDA: Vítima de alegada negligência médica no parto desabafa à Crescer: «Podíamos ter morrido!»

A médica oncologista que acompanha a mãe da jovem propôs um tratamento de imunoterapia com o fármaco Pembrolizumab. É um medicamento «extremamente caro» e, como tal, as duas estavam à espera da comparticipação da ADSE. O pedido foi «recusado» pela ADSE, «mesmo sabendo que seria o tratamento mais viável». Neste momento, Ana Paula Borges vai iniciar um novo tratamento de quimioterapia, mas a necessidade da realização da imunoterapia para o «melhor controle da doença» continua de pé. A imunoterapia num hospital público aplica-se em alguns casos, mas não é possível para o tumor da mãe de Ana Rita Borges.

7000 euros por sessão são precisos para Ana Paula Borges

O privado é a opção, mas o tratamento custa 7000 euros por sessão. «A minha mãe teria de realizar este tratamento durante dois anos de três em três semanas. O custo total do tratamento não é viável para pessoas comuns. Venho apelar à vossa ajuda de modo a tentar angariar a quantia que a minha mãe necessita para fazer o tratamento que mais esperança de vida lhe garante», terminou Ana Rita Borges.

Carolina Deslandes mostrou-se muito solidária e deixou um alerta aos seguidores, na publicação que partilhou desta jovem. «Leiam. Amanhã podemos ser nós», escreveu. A cantora deixou, também, o NIB de Ana Rita Borges de forma a que qualquer pessoa consiga ajudar.

LEIA MAIS: Aos 7 anos, Duarte não anda nem fala e a falta de dinheiro impede os pais de o ajudarem a travar a doença

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda