Saúde

Pele atópica em bebés preocupa pais portugueses

Redação
publicado há 2 semanas
0
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O portal de maternidade De Mãe para Mãe, realizou um estudo junto da sua comunidade, onde 1500 pessoas participaram, que revela que cerca de 40 por cento dos inquiridos têm filhos com peles atópicas.

No fórum do De Mãe para Mãe existem mais de cinco mil tópicos criados sobre bebés com pele atópica. Desde a troca de experiências à pesquisa pelos melhores produtos para ajudar a pele do bebé, há milhares de mães que procuram mais informação sobre este tema.

«Acompanhamos de perto tudo o que se passa no fórum do De Mãe para Mãe e conseguimos ter uma perceção dos temas que mais preocupam os pais portugueses. Já há algum tempo que as pesquisas no site e a criação de tópicos sobre pele atópica têm vindo a aumentar, o que nos alertou para o facto de uma percentagem significativa dos membros da nossa comunidade ter filhos com este problema. Este mês, confirmámos esta informação através do estudo que fizemos: das 1500 mães que participaram, 40 por cento revelou que os filhos sofrem com pele atópica», afirma Rita Amaral, responsável pela comunidade do De Mãe para Mãe.

O problema da pele atópica

A pele atópica, também conhecida como eczema atópico, cria uma reação de hipersensibilidade na pele, o que pode resultar em inflamação, comichão e descamação, interferindo assim com a qualidade de vida do bebé.

Segundo o Pediatra Hugo Rodrigues, presente no consultório online do De Mãe para Mãe e autor do Blogue Pediatria para Todos, «a dermatite atópica é extremamente frequente e o número de casos tem aumentado progressivamente nos últimos anos».

Ainda que o eczema atópico tenda a desaparecer a partir dos 18 meses, se não for controlado, pode ser uma situação bastante aflitiva para o bebé.

A todos os pais que convivem com este problema no dia-a-dia, o Dr. Hugo Rodrigues deixa alguns conselhos:

 

– Utilize produtos de banho específicos para dermatite atópica. Este tipo de produtos não têm perfume, pelo que nem sempre são os preferidos das mães. No entanto, são mais inócuos para a pele, pelo que são os mais aconselháveis;

– Utilize um creme hidratante (e não uma loção) também específico para dermatite atópica. As loções são mais agradáveis do ponto de vista cosmético, porque são mais fáceis de espalhar, mas não são as mais indicadas. Deve sempre utilizar um creme sem perfume, gordo, e deve aplicar pelo menos 2 vezes por dia;

– Use detergente de roupa hipoalergénico. Os detergentes de roupa possuem diversos químicos na sua composição. Por esse motivo, deve-se escolher os menos “agressivos”;

– Não use amaciador para a roupa. O amaciador não é necessário e acaba por ser mais um conjunto de químicos que ficam em contacto com a pele, pelo que é de evitar;

– Em crise pode ser necessário utilizar um creme com corticoide. A cortisona e os seus derivados têm um efeito anti-inflamatório significativo, pelo que são muito úteis quando surgem os eczemas. No entanto, só devem ser utilizados sob aconselhamento médico.

 

Leia também: Dermatite atópica: A prevenção, as causas e os sintomas 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda