Saúde

Paralisia Cerebral: Abdicar da própria vida em prol das filhas gémeas

Filipa Rosa
publicado há 8 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A deficiência não define a pessoa. A cadeira é apenas um pormenor. Rita e Inês são exemplo disso. A mãe, Helena Lagartinho, teve trigémeas há 23 anos e abandonou tudo por elas. Só uma nasceu sem paralisia cerebral. Para assinalar o Dia Nacional da Paralisia Cerebral, que se celebra a 20 de outubro, o site Crescer dá-lhe a conhecer uma história emocionante.

Curiosamente, depois do nascimento prematuro das três meninas, às 29 semanas, Carolina era aquela que merecia maiores cuidados. Esteve um mês e meio ligada ao ventilador, enquanto as irmãs estiveram apenas 48 horas. Mais tarde surge o pior dos diagnósticos: lesão cerebral denominada leucomalácia.

Apesar das barreiras impostas pela paralisia cerebral, as duas jovens são um exemplo de luta contra a adversidade. Atualmente na faculdade, Rita e Inês deslocam-se diariamente nas suas cadeiras de rodas elétricas, sempre com a ajuda da mãe, que nunca mais voltou à sua atividade profissional, contabilidade, desde a gravidez.

Helena deixou de trabalhar para cuidar de duas das cinco filhas e tem lutado pelo Estatuto do Cuidador (ler mais aqui). «Elas são o meu projeto de vida. Quero garantir a sua autonomia para poder partir em paz», referiu-nos durante a reportagem aquela que luta contra um cancro da mama, tendo mesmo recusado um tratamento de quimioterapia para não perder força e poder continuar a acompanhá-las.

A ambição não tem limites. Rita é apaixonada por cavalos, participa em provas nacionais e internacionais de paradressage (siga a sua página aqui). A jovem tem o sonho de alcançar os Jogos Paralímpicos. Por sua vez, Inês adora literatura e poesia, tendo já lançado um livro de poemas, intitulado Com Passos (siga a sua página aqui).

O site Crescer esteve em Massamá, concelho de Sintra, em casa da família Lagartinho, e no Centro Equestre João Cardiga, em Barcarena, Oeiras.

Veja a grande reportagem que preparámos para assinalar o Dia Nacional da Paralisia Cerebral, que se celebra a 20 de outubro.

Leia também:

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda