Notícias

Greta Thunberg: 5 coisas que os seus filhos devem saber sobre a ativista adolescente do momento

Filipa Rosa
publicado há 1 semana
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Tem apenas 16 anos, mas conseguiu tornar-se numa das principais vozes sobre assuntos climáticos a nível mundial. Saiba quem é Greta Thunberg, a ativista sueca que luta contra as alterações climáticas e chegou esta terça-feira, dia 3, a Lisboa.

Tudo começou aos 8 anos

Greta nasceu em Estocolmo, capital da Suécia. Tinha apenas oito anos quando ouviu falar pela primeira vez em alterações climáticas e aquecimento global. Em entrevista à BBC, a menina sueca confessou que o assunto a transtornou tanto que, aos 11 anos, entrou em depressão profunda, deixando mesmo de ir à escola.

Os primeiros protestos

Em agosto de 2018, a jovem sueca começou a faltar às aulas às sextas-feiras, com a autorização dos pais, para protestar em frente ao Parlamento do seu país e reivindicar ações concretas contra a crise climática. A iniciativa solidária, apelidada de “Fridays For Future”, tornou-se mediática e viral e foram muitas as imagens partilhadas nas redes sociais em todo o mundo. Durou mais de um ano. «No início era só eu e o meu cartaz. Depois publiquei no Twitter e no Instagram e muitas pessoas começaram a aparecer. O objetivo era ficar lá sentada à porta durante três semanas, mas depois decidi continuar…», afirmou aquela que tem inspirado jovens em todo o mundo.

Nomeada para Prémio Nobel da Paz

Em 2019, a adolescente foi nomeada para Prémio Nobel da Paz. «O gigantesco movimento que Greta pôs em ação é um contributo muito importante para a paz», consideraram os deputados noruegueses, que a nomearam.

Greta já discursou em vários eventos internacionais como a COP24, a Conferência do Clima da ONU e o Fórum Económico Mundial.

A Síndrome de Asperger

Greta Thunberg foi diagnosticada na adolescência com Síndrome de Asperger, um transtorno do espectro autista que leva as pessoas a apresentarem alguns problemas comportamentais, como dificuldade de interação e comunicação. A jovem sempre encarou a doença com naturalidade. «Faz-me ser diferente e isso até é uma dádiva. Consigo ver muito mais além do óbvio», disse à BBC.

LEIA TAMBÉM: Conheça os sinais de alarme da síndrome de Asperger

Uma das características de pessoas com Asperger é o especial interesse em saber tudo sobre determinado assunto, neste caso, a crise climática e a sua luta pela causa. «Sem dúvida que o meu diagnóstico me ajudou a manter o foco», referiu a sueca ao canal CNN.

A mãe cantora

A luta contra as alterações climáticas acabou por influenciar a mãe de Greta, a cantora de ópera Malena Ernman. O ativismo da jovem levou a progenitora a terminar a carreira internacional devido aos impactos climáticos causados pelos aviões. Os pais, amigos e familiares sempre apoiaram a jovem. A família também deixou de comer carne.

Chegada a Lisboa

Greta Thunberg chegou a Lisboa esta terça-feira, dia 3. A jovem ativista sueca desembarcou na doca de Santo Amaro, em Alcântara, depois de ter atravessado o Oceano Atlântico. Recusa-se a andar de avião pelo impacto ambiental que este meio de transporte tem.

A jovem será recebida pelo presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e por ativistas portugueses. O presidente da comissão parlamentar de Ambiente e deputado do Bloco de Esquerda, José Maria Cardoso, a deputada Maria Manuel Rola e o vereador na Câmara de Lisboa, Manuel Grilo, irão receber Greta Thunberg. Mariana Silva, deputada do Partido Os Verdes, também participará na receção.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, saudou a chegada da jovem a Lisboa, mas assumiu que não irá cumprimentá-la à Doca de Alcântara por considerar que o ato poderia «ser considerado aproveitamento político».

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda