Histórias Online

«O meu ex-marido não me amava, só me queria para sexo»

Histórias Online
publicado há 2 semanas
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Casei-me com aquele que seria o homem da minha vida. Pelo menos era o que eu achava. Amava-o muito. Tivemos dois filhos. Mas a obsessão dele por sexo levou-o a ser agressivo comigo e nem os miúdos escapavam.

Durante o namoro éramos como íman. A atração sexual era enorme, mas eu também gostava disso. Depois casámos, tivemos o primeiro filho e as coisas foram mudando um bocadinho. Eu já não tinha tanta vontade nem disponibilidade para lhe satisfazer as vontades na cama. E ele não percebia isso. A atitude mudou, começou a dar-me menos atenção, menos carinho… Comecei a reparar que só me procurava para ter sexo. Se não quisesse, virava as costas.

Deixei de poder abraçá-lo, beijá-lo… Ao mínimo gesto mais íntimo levava-me para a cama. Tivemos outro filho e aí as coisas descambaram mesmo. Passou a ser agressivo e violento sempre que me recusava a ter relações sexuais.

LEIA TAMBÉM: Sexo depois da gravidez: A mulher muda muito a sua postura com o homem?

Começou a trair-me, a chegar a casa tardíssimo, mas tornou-se num homem possessivo. Não me deixava sair para lado nenhum. Deixei de ter vida social (que já não tinha quase nenhuma). Vivi um verdadeiro pesadelo durante cinco anos. Até que ganhei coragem e pedi o divórcio.

Casei-me porque o amava muito. Mas também porque acreditava no amor dele. A partir do momento que percebi que eu era um mero objeto para lhe satisfazer os desejos, que os nossos filhos nunca eram prioridade na vida dele e, principalmente, que me traía sem sequer esconder… dei um grito: ACABOU!

Ainda dói. Dói muito muito muito, porque nunca pensei que aquele casamento perfeito iria acabar assim. Mas eu amo-me mais a mim. E isso é que é de valor uma mulher aceitar. Homem nenhum tem o direito de nos destruir a vida.

Se estás a ler isto e vives uma situação semelhante, desiste. Há homens que não prestam e não merecem o ar que respiram.

Texto: Anónima

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda