Gravidez

Sexo depois da gravidez: A mulher muda muito a sua postura com o homem?

Redação
publicado há 1 semana
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A relação da mulher para com o companheiro muda depois da gravidez? Sim. E a sexóloga Vera Ribeiro explica porquê e como mudar a situação.

«Sim, muda, a comunicação é fundamental, o papel enquanto família altera completamente. O novo elemento, ou elementos, se forem gémeos, vai alterar a dinâmica familiar…», começa por dizer, numa conversa durante «O Programa da Cristina», da SIC.

Para a especialista, é fundamental reorganizar a vida enquanto pais antes do bebé nascer, durante a gravidez. Como é que se vão projetar, como é que vão ser como pais, como vai ser a vida deles, como manter a mesma qualidade de vida são questões que devem ser respondidas numa conversa a dois durante a gravidez. «Isto tudo tem de ser questionado antes. Depois do bebé nascer, o casal tem de ter quase reuniões, conversas, tem de se encontrar para falar sobre a fase que está a passar, quais as dificuldades, o que podem fazer de diferente…», refere.

Dividir tarefas é um dos grandes truques para melhorar a vida dos casais depois do bebé nascer. Para Vera Ribeiro não tem que ser a mulher a fazer tudo.

LEIA TAMBÉM: Saiba quando deve retomar a vida sexual após o parto

Quanto tempo demora até ter uma vida sexual normal?

Tudo depende da amamentação. «A hormona prolactina [que favorece a secreção de progesterona e desencadeia a lactação] está muito elevada na altura em que a mulher está a amamentar, reduz drasticamente os níveis de desejo. Por isso, se uma mulher procurar ajuda numa consulta, a resposta será: ‘Esteja tranquila porque isso acontece com todas as mulheres. Enquanto essa hormona estiver lá em cima, o seu desejo vai estar sempre reduzido. Não quer dizer que não tenha relações sexuais, mas a vontade e iniciativa é praticamente inexistente, por isso é absolutamente normal. Deixa de amamentar e os níveis estabilizam’», explica a sexóloga.

O passado do casal é muito importante. Segundo Vera Ribeiro, é fundamental perceber como era a relação dos dois antes da gravidez e a sua sexualidade. «Se era só penetração, então já não se tocam, já não se beijam, já não se acarinham, já não fazem nada porque a penetração não pode existir, não vamos sequer aproximar-nos porque não faz sentido.»

Há que tranquilizar durante a amamentação. «Houve um choque hormonal muito grande, portanto a mulher está a readaptar-se e a tentar voltar à normalidade, e vai voltar, isso é garantido», sublinha, acrescentando que o recurso a ajudas para estimular a libido é fundamental. «Não tenham problemas em usar um lubrificante. Há quem ache estranho, mas é completamente normal.»

LEIA AINDA: Evite um divórcio e saiba como reativar o seu desejo sexual

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda