Histórias Online

«Se és mãe, não julgues as outras mães…»

Histórias Online
publicado há 4 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Todas as mães erram. Todas as mães merecem compreensão, apoio e solidariedade, mesmo nos momentos mais difíceis. Mesmo depois de errarem e terem a consciência disso.

A morte da menina que ia na bagageira de um carro chocou o país. Aquela mãe deve estar desfeita. Sim, foi por culpa dela. Deixou a filha ir na parte de trás do carro e pior! O acidente ocorreu porque a mãe da criança estava a conduzir em sentido contrário. Agora está a ser investigada pelo Ministério Público e arrisca-se a ir presa.

Ora… isto já são razões suficientes para o povo lhe cair em cima. Mas esta mulher já não carrega a sua cruz? E até ao fim da vida! Perder um filho deve ser das piores coisas do mundo (se não a pior!). O próprio marido, coitado, já se pronunciou. Ele sabe, e todos sabemos, que ela é culpada. Se pudesse voltar atrás no tempo não teria colocado a filha na bagageira nem teria entrado numa rua com apenas um sentido. Mas parem de apontar o dedo. A mulher já deve estar morta por dentro de remorsos. E nunca mais vai ser a mesma. Nunca mais… Nem ela nem a família.

LEIA TAMBÉM: O que mais magoa uma mãe? Quisemos descobrir e as respostas são comoventes

Nunca deixaste o teu filho na tua cama, de onde acabou por cair? Nunca te ausentaste dois minutos de perto dele e quando chegaste à sala já ele estava no chão a chorar porque caiu do sofá ou da cadeira? Nunca deste um chupa, uma cereja, uma azeitona ou simplesmente pão e ele quase que se engasgou? E quando são mais crescidinhos também não melhoram as coisas. A preocupação é constante!

Se nunca te aconteceu, parabéns! És a mãe perfeita! Mas infelizmente essas mães não existem. Não existem mães perfeitas, porque todas nós erramos, todas nós já agradecemos a Deus não ter acontecido nada naquele minuto que se afastou do filho…

Os nossos amores maiores não estão sempre debaixo das nossas saias. Tudo pode acontecer, basta existirem. Mas claro que temos de ter cuidado e esta mãe errou redondamente. Tem sido julgada dia e noite por toda a gente. Só quero pedir para não o fazerem. Principalmente quem não tem filhos… Não o façam. Nunca digam nunca. Não sabemos o dia de amanhã… e nem sempre a vida corre bem.

Texto: Rafaela Pinheiro

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda