Gravidez

Ser mãe no inverno: Drama ou a melhor altura do ano?

Filipa Rosa
publicado há 3 semanas
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O site Crescer quis saber a opinião de várias mães sobre a experiência da maternidade durante o inverno, a estação mais fria do ano.

«Todas as estações têm vantagens e desvantagens», segundo diz uma das mães questionadas. No entanto, são muitas aquelas que respiram de alívio por não terem passado o final da gravidez em pleno calor.

A filha de Sandra Mfrancis nasceu em março, duas semanas antes de começar a primavera. Mas no ano em que foi mãe, o inverno foi muito rigoroso e prolongou-se. «Aquele inverno foi horrível. Planear uma gravidez para uma altura específica do ano parece-me um pouco difícil. Vamos tentando até engravidar, pelo menos foi a minha experiência. Não tive quaisquer problemas, nunca fiquei doente, nem foi problema não sair com a menina por causa do mau tempo. Até preferi assim, porque grávida com calor calculo que seria mais complicado», afirma.

LEIA TAMBÉM: 7 dicas para agasalhar os miúdos este inverno e não correr riscos

Para Nadi Bá, que foi mãe em janeiro, o final da gravidez foi «espetacular», porque o frio ajudou a ultrapassar os últimos meses. «E eu que estive em casa desde setembro, infelizmente! Quanto à licença, saí com ele a partir do primeiro mês e, felizmente, nunca tive o menino doente nessa altura, mas senti dificuldade foi de perceber como o vestir quando o tempo começou a aquecer! E depois algum tempo a tentar a altura do ano em que nascesse não era muito importante para nós!»

Para Vanessa Esteves, a experiência de ser mãe no inverno não foi a melhor. «Os dois mais velhos nasceram na primavera, o mais novo nasceu em novembro. Não foi uma gravidez planeada, correu bem, no entanto com o inverno o meu filho até aos três meses apanhou quatro bronquiolites juntamente com vírus VSR por duas vezes. Tinha 15 dias de vida quando demos entrada nas urgências e ficámos por uma semana. Foi horrível, com mais duas crianças em casa…», lamenta.

LEIA AINDA: 5 coisas obrigatórias a ter em casa no inverno para cuidar dos miúdos

Ana Sofia Jacob não planeou o segundo filho, que veio a nascer em pleno inverno em Inglaterra. Para esta mãe, é a melhor estação para nascer um bebé. «O meu mais velho nasceu em fevereiro em Inglaterra. Não tive problema nenhum, muito pelo contrário. Até achei melhor do que a irmã que nasceu em maio e sofreu muito com o calor. Ele tinha dois dias quando saímos da maternidade, estava a nevar… Coloquei-o na neve (dentro do fato impermeável) uns segundos como se faz aos esquimós ahahah Andou sempre na rua sem problema. Foi um miúdo super saudável que só se constipou já com um ano e tal, porque entretanto ficou com a avó durante o dia e ela agasalhava-o demais. O fim da gravidez no inverno também é muito mais fácil de tolerar do que no verão e as roupas normais, como são mais largas e de malha e assim, aguentam melhor a barriga de grávida. Só a parte mais difícil foi o casaco mas pronto, podia ser pior», refere.

Continue a ler no nosso site:

O site Crescer deixa-lhe um alerta sobre os problemas de saúde que podem afetar as crianças devido às baixas temperaturas. Veja a lista!

Previna as doenças de inverno e proteja o seu filho
Pneumonia: Quais os cuidados a ter para prevenir a doença que mata todos os dias?
Pneumonia: A vacinação reduz o número de casos e de mortes
Bronquiolite: Umas das causas que leva ao internamento das crianças
Otites: Sinais e sintomas
Frieiras: O inverno não é só chuva e vento
Frieiras: Como reconhecer, prevenir e tratar
Cuidados essenciais para manter a pele saudável mesmo no inverno

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda