Saúde

Dicas de como limpar a pele oleosa

Redação
publicado há 1 mês
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A pele oleosa é causada pelo excesso de produção de sebo pelas glândulas sebáceas. É identificada porque podemos observar brilhos na testa, nariz e queixo (zona T, onde possui a oleosidade em demasia). Também são peles com tendência a obter poros, cravos e acne.

As causas podem ser genéticas, ou pode ser devido a fatores hormonais, nutricionais ou de estilo de vida. Mas nem tudo são más notícias: a pele oleosa, tem menos propensão para rugas.

A doutora Domenique Ferreira, especialista em medicina estética e dermocosmetologia, explica como a pele oleosa tende a gerar brilho na zona T e o motivo pelo qual devemos limpá-la, adequadamente, diariamente.

Diferença entre pele oleosa e seca

O que acontece na pele oleosa é que as glândulas sebáceas são ativadas demais. Normalmente, estas glândulas têm um funcionamento equilibrado que permite que a pele mantenha uma hidratação e elasticidade natural; neste caso, a pele é saudável.

Se geramos pouco sebo, o que temos é a pele seca. No entanto, quando temos muito sebo, temos a chamada pele oleosa. Quando o sebo se acumula, os poros ficam entupidos e tendem a dilatar, por isso que é preciso evitar a produção excessiva de sebo e, nos piores dias, culmina em borbulhas e poros obstruídos.

Confira as dicas de Dra. Domenique Ferreira

 

Questões Proibidas para a pele oleosa

 

SABÃO GERA MAIS SEBO
Quando temos a pele oleosa, a resposta que parece mais lógica: limpá-la com mais frequência, usando sabão. Mas, paradoxalmente, gera mais sebo, porque sabonetes e excesso de água secam mais a pele e, quando existe pele seca, o seu mecanismo de compensação é gerar mais gordura. Portanto, devemos limitar a lavagem do rosto a duas vezes por dia, três no máximo.

MENOS HIDRATAÇÃO MAIS SEBO
Por outro lado, outro erro comum é pensar que o nosso rosto não precisa ser hidratado, porque já possui gordura suficiente. No entanto, sem hidratação, o rosto precisará de mais sebo. O que podemos precisar é de um hidratante especial para o rosto, que não possui uma base oleosa para não aumentar o brilho.

COMO LIMPAR O ROSTO QUANDO TEMOS PELE OLEOSA
A limpeza da pele oleosa deve ser feita uma vez pela manhã, para remover sebo e substâncias que se acumularam na pele durante a noite e antes de dormir, para remover a maquilhagem, se a usarmos, e/ou os elementos que acumulamos durante o dia. Para limpar a pele oleosa diariamente, precisamos apenas executar três etapas:

1 – Limpe o rosto com água micelar. Para remover maquilhagem ou limpar o rosto, lenços ou tónicos de limpeza não são recomendados se tiver pele oleosa. Em vez disso, os especialistas recomendam águas micelares. São produtos cuja base é a água e existem micelas dissolvidas, que atraem a sujidade, gordura e a dissolvem na água. Despeje a água micelar numa almofada de algodão e aplique no rosto com pequenos toques.

A maneira pela qual as micelas atraem as partículas que queremos eliminar, não permite fazer o movimento de arrastar o algodão pela face, pois o atrito do algodão no rosto causa irritação na pele. Outro detalhe importante é que limpar o rosto diariamente evita que substâncias que causam infecções se acumulem.

2 – Aplique um tónico. O uso de tónico na pele oleosa não é essencial, alguns profissionais não recomendam o seu uso neste tipo de casos. Mas se o usarmos, devemos garantir que seja adequado ao nosso rosto. Novamente, coloque o produto num disco de algodão e aplique-o em toques, apenas nas áreas de maior concentração de gordura ou onde temos os poros mais abertos.

3 – Aplique um produto hidratante. Para manter uma boa hidratação e para que a pele não precise gerar tanta gordura, devemos terminar os nossos cuidados diários com um creme ou outro produto hidratante.É importante que não tenha a base de óleo, como é comum em cremes, e que seja adequada para a pele oleosa.

Máscaras esfoliantes e cremes

A NECESSIDADE DE LIMPEZA FACIAL PERIÓDICA
Periodicamente, recomenda-se fazer uma limpeza profunda da pele, e a pele oleosa não é exceção. Não devemos aplicar o esfoliante com muita frequência, porque corremos o risco de danificar a pele do rosto, mas não há problema em usar este produto uma vez por semana e, à medida que a condição da pele melhora, faça por exemplo, a cada 15 dias e depois a cada mês.

Quando fazemos uma limpeza profunda com esfoliação facial, devemos usar a água micelar de que falámos anteriormente. Em seguida, o esfoliante, depois um tónico,uma máscara especial para a pele oleosa e, finalmente, o creme ou gel hidratante. Neste caso, cremes à base de água, ou géis, são a melhor opção. Além disso, eles já indicarão no rótulo que são recomendados para este tipo de pele. Se você for usar de manhã, é recomendável que ele contenha fator de proteção solar, em qualquer estação do ano.

A IMPORTÂNCIA DO ESFOLIANTE

A limpeza permite-nos remover as células mortas e outras substâncias que ficam acumuladas nos poros.

TOALHITAS ANTI-BRILHO

Mesmo se fizermos uma limpeza adequada do rosto, às vezes podemos ter mais sebo na pele ao longo do dia, e isso é um pouco chato. O que podemos fazer? Sem precisar repetir todo o processo, podemos usar lenços anti-brilho.

Estes são especiais para a pele oleosa, e o que fazemos com eles é aplicá-los na área onde temos o brilho, ou seja, a parte mais oleosa, deixando alguns segundos em contacto com a pele sem arrastar! Isso absorve o excesso de gordura, a pele fica novamente fosca e, se for de boa qualidade, não removem a maquilhagem, ao ser utilizados.

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda