Histórias Online

«Chorei quando descobri que estava grávida de um menino… Queria menina!»

Histórias Online
publicado há 9 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Há muita gente que não vai compreender isto, mas eu sempre desejei ter uma menina, sempre sonhei com isso. E quando descobri que estava grávida de um menino, fiquei desiludida.

Sempre tive inveja das pessoas que engravidavam de menina. Ficava sempre com aquele desejo dentro de mim. Adorava ter uma menina para brincar às bonecas, poder enfeitá-la com folhos, vestidinhos e lacinhos… As meninas têm outra sensibilidade, são mais amorosas, calminhas, agarradas ao papá, mas também muito mimadas pela mamã… Não é que os meninos não possam ser, mas é diferente.

Quando engravidei, queríamos os dois uma menina e toda a gente dava palpites em relação à barriga… o que intensificou a minha vontade. TODA A GENTE dizia que eu ia ter uma menina, todos me diziam que pela forma da barriga vinha aí uma rapariga. E eu meti na cabeça que era mesmo.

Na consulta em que descobrimos o sexo da criança… nem queria acreditar. «Temos aqui uma grande pilinha! Vem aí um rapagão!», disse o médico. Eu aguentei-me, mas não consegui disfarçar a desilusão. Fartei-me de chorar a caminho do carro. O meu marido também queria menina, mas achou um exagero eu estar lavada em lágrimas. Mas deve ter sido também das hormonas, não parava de chorar, não queria rapaz nenhum.

Acalmei-me e comecei a aceitar a ideia. Hoje em dia ele tem cinco anos e é o amor da minha vida! Não me imagino sem ele e adoro ser mãe de um menino doce como ele.

«Desculpa filho, a mãe é muito tonta», digo-lhe vezes sem conta… apesar de não perceber.

Texto: Carla Pereira

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda