Família

A Fada dos Pais: Conheça o projeto que pretende revolucionar o mundo da parentalidade

Andreia Costinha de Miranda
publicado há 3 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Inês Maia é uma mulher empreendedora. É autora do Blog Eu, Agora Mãe, impulsionadora da campanha de maternidade “Nós, Agora Mães” e ainda criadora do projeto Pais a Bordo.

A juntar a tudo isto, e inserido neste último desafio mencionado, surge o serviço A Fada dos Pais que «nasceu da necessidade de encontrarmos novas estratégias de prevenção do Burnout parental», explica.

«Ao logo deste primeiro ano de projeto Pais a Bordo, fomos percebendo que uma das grandes lacunas familiares era precisamente a falta de tempo para dedicar à família, uma vez que à chegada de um ou mais filhos, acresciam todas as tarefas domésticas. A Fada dos Pais, pretende revolucionar o mundo da maternidade/paternidade e devolver aos pais mais tempo para poderem usufruir por inteiro, dos primeiros meses/anos de vida dos seus filhos», revela Inês Maia.

De que forma este projeto pode ajudar os pais?

A pensar no bem-estar de todos foi criado o Pais a Bordo, um projeto que, «mais do que combater a exaustão parental extrema, tem como objetivo prevenir.» 

Para tal, este novo serviço vem colmatar todas as falhas que os pais têm revelado como sendo as principais causas para o desgaste. «Como são exemplo, a atenção e preocupação constante com os filhos, principalmente bebés, e ainda a privação de sono e a falta de ajuda em casa. Nesse sentido, após a realização de um estudo junto do nosso público-alvo, concluímos que os pais, principalmente as mães em licença de maternidade, mães a tempo inteiro ou mães que maioritariamente desempenham as tarefas domésticas sozinhas, precisam de mais apoio doméstico! É esse “apoio” que a Fada dos Pais disponibiliza. E tem como lema: “outra mãe para dar uma mão”!», explica.

Mas o que faz ao certo a Fada dos Pais? «Numa primeira etapa, para quem ainda não está a par do nosso projeto, fazemos uma breve apresentação, pois consideramos que não nos podemos dar a conhecer, nem tão pouco entrar em casa de cada família, sem que quem nos recebe saiba exatamente por que razão o fazemos. Posteriormente, apresentamos os nossos serviços que incluem: cuidar do bebé/criança, para que a mãe possa tomar um banho descansada, ir à casa-de-banho, cuidar de si, mimar-se por uns minutos ou umas horas (por mais que deixar os nossos filhos ainda pequenos, principalmente ao início, nos pareça missão impossível e até nos cause alguma culpa enquanto mães, acreditem que mais tarde nos vão agradecer por o terem feito); lavar louça; preparar refeições; estender roupa; passar a ferro; planeamento semanal; “recados” que incluem idas ao mercado, farmácia, correios, etc; organização de roupeiros (método livre ou método Marie Kondo); e organização e preparação de eventos familiares (babyshower, batismo, aniversários, etc.)».

Em que é que este serviço se diferencia dos outros trabalhos do Pais a Bordo?

«Este serviço marca pela diferença na medida em que chega mais perto, chega a casa das pessoas, chega de coração, chega com um abraço», assegura Inês Maia, que dá a conhecer como chegou até esta ideia que é um sucesso.

«Quando pensei neste serviço, pensei naquilo que quando me tornei mãe faltou na minha casa: mais ajuda, mais tempo para mim, menos tempo a cuidar da casa, mais tempo a cuidar do meu bebé! Não que o marido não ajudasse, mas trabalhava muitas horas fora, tínhamos a família longe e acabava a ser só eu e o nosso filho o dia todo, muitas vezes sem sequer sairmos de casa», diz.

E continua: «Não tínhamos empregada. Quem nos visitava queria apenas ver o bebé, pegar nele, admirá-lo. E isto não está errado, é normal que aconteça, mas também é preciso que as pessoas entendam que num pós-parto, nós também precisamos de colo. E de ajuda, muita ajuda! Não precisamos que cheguem e nos arranquem o bebé dos braços. O que na verdade nos faz falta, é quem nos dê uma mão em casa para podermos usufruir daquele namoro que nos parece tão infinito mas que acaba tão depressa. Precisamos mesmo é de quem faça as restantes tarefas por nós, para que possamos descansar, que tão bem merecemos. Quando damos conta, já passou, os nossos bebés cresceram! E nós? Investimos mais de metade do nosso tempo a cuidar de tudo o resto, que afinal, podia esperar ou ser feito por outra pessoa, se nos permitíssemos a aceitar ajuda».

E como é que as pessoas que queiram saber mais ou estejam interessadas em adquirir os serviços d’A Fada dos Pais, como tem de fazer?

O site Crescer deixa, em baixo, os contactos.

Site: https://paisabordoprojeto.wixsite.com/paisabordo

Facebook: https://www.facebook.com/paisabordoprojeto/

Instagram: https://www.instagram.com/paisabordoprojeto/ 

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda