Gravidez

Dia da Grávida: Caras conhecidas descrevem o que sentem por estar à espera de bebé

Redação
publicado há 2 semanas
0
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Para assinalar o Dia da Grávida, que se celebra a 9 de setembro, o site Crescer quis saber como tem corrido a gravidez de várias caras conhecidas do público. Maya BoothCláudia Borges, Lara Afonso, Liliana Aguiar e Maria Pessanha falam deste ‘estado de graça’.

Se a atriz Maya Booth vai ser mãe pela primeira vez, nos restantes casos a maternidade já não é novidade. E é sobre tudo isso que estas estrelas televisivas e das redes sociais partilham com os nossos leitores.

O que estão a viver, o que mais custa, o que significa sentir o bebé mexer… Todas essas emoções foram descritas na primeira pessoa.

A todas as gestantes, a nossa equipa deseja um feliz Dia da Grávida!

Maya Booth

Atriz, grávida de cinco meses

«Tenho a sorte de estar a viver uma gravidez muito tranquila. Para mim, uma das coisas boas da gravidez é teres tempo para ti, ver a barriga a crescer e ir criando um laço cada vez mais forte com o bébé. É uma altura em que te sentes bonita e confiante, sentes que os que te rodeiam fazem-te sentir ainda mais especial.

Os teus sonhos são mais vivos e coloridos. Um tempo que te obriga a estar mais presente e a conhecer-te melhor. Por outro lado, toda esta fase testa-nos, faz-nos pensar de modo diferente, faz-nos enfrentar ansiedades e a ultrapassar pensamentos que até agora eram momentos. É todo um esforço mental novo para mim. Claro que por vezes é difícil. Acordamos de madrugada e estamos sempre com mais sono, cansadas…

O apetite muda e às vezes sinto-me culpada de comer tantos doces. Sente-se o cansaço nas pernas e nos pés. Tanto a pele está luminosa como com borbulhas. Tens picos de emoção descontroláveis: tanto estás a chorar intensamente, como a rires-te no mesmo segundo. Tudo isto faz parte desta história linda que aprendo a escrever todos os dias.»

Cláudia Borges

Apresentadora, grávida de 28 semanas de uma menina

«Emocionalmente não houve qualquer dificuldade até agora… a não ser os enjoos. É algo que me tem chateado imenso! Na primeira gravidez só enjoei no início. Mas fora isso, tem sido muito tranquilo, ainda trabalho, não consigo estar parada. O meu filho, Rodrigo, de sete anos, está muito entusiasmado, ajuda imenso em casa, é muito amigo e meigo.»

Liliana Aguiar

Apresentadora, grávida de 24 semanas

«O bom da gravidez é saber que estás a criar uma vida dentro de ti, por isso todos os sacrifícios como dores no corpo, costas, pernas, cabeça e até mesmo os enjoos, atenuam o porquê de tudo isto.»

Lara Afonso

Apresentadora, grávida de 24 semanas de uma menina

«Em 2016 concretizei, pela primeira vez, o sonho de ser mãe! Foi uma grande batalha, conseguir Engravidar! Mas saímos vitoriosos e com a linda e doce Victória a provar que os sonhos podem realizar-se!

Este ano, voltei a realizar outro sonho! Engravidar de forma natural e espontânea! E estou, realmente, muito feliz! Estar grávida é maravilhoso! Mas é também um grande desafio à nossa personalidade! A parte psicológica é, no meu caso, a pior! Gerir ansiedades, medos, é talvez a minha maior batalha! Só queremos que esteja tudo bem!!! Claro que da primeira vez, estava muito mais ansiosa, receosa! Afinal, foram muitos anos em tratamentos, picos de emoções, etc! Agora, estou mais controlada! Mas não deixo de andar sempre em alerta!

Da Victória pouco ou nada enjoei! Passei por uma gravidez tranquila, sem sobressaltos e só enjoei o cheiro do frango e de um ambientador da Zara Home, que antes adorava!

Desta vez passei os primeiros três meses mal disposta! Chorei que nem uma desalmada e percebi que estava com hipotiroidismo! Tenho, de quando em vez, uma visita da pouco amiga, dor ciática, e estou com uma barriga muito maior do que a anterior, com as mesmas semanas! Mantenho o enjoo ao cheiro do frango e ao dito ambientador!

Mas, mesmo assim, estou tão feliz que nada disso acaba por ter importância! E, na realidade, só a relembro agora, porque estamos a falar sobre isso mesmo!

Já a sinto a mexer, e cada vez mais acredito que ser mãe é só a melhor coisa que me podia ter acontecido!

É a origem da vida! Da minha vida!»

Saiba mais sobre hipotiroidismo no nosso artigo:

Hipotiroidismo na gravidez: Quais os sintomas, tratamentos e riscos para a mãe e bebé?

Maria Pessanha

Surfista, jornalista e Lifestyle Blogger, grávida de 15 semanas (ainda não sabe o sexo do bebé)

«Esta segunda gravidez é vivida com muito mais tranquilidade e paz, mas igualmente mágica. Diria que consegue ser ainda mais mágica porque já sabemos do amor avassalador que nos espera.

Sabemos também do amor que vai unir dois irmãos e que vai ser tão especial que nos vai derreter o coração, a cada abraço, a cada beijo.

Também percebemos muito melhor o nosso corpo. Sabemos o que precisa, que cuidados devemos ter, e que aquilo que sentimos na barriga são de facto pontapés do bebé, e não outra coisa qualquer como achávamos na primeira gravidez!

Nesta fase tão especial devemos cuidar de nós e deixar que cuidem de nós. Aquilo que mais me custou agora foi não poder dar colo ao meu primeiro filho. Porque ele não percebe porquê! E isso é tão difícil de gerir neste coração de mãe!

Contudo, sei que em breve estes braços vão poder abraçar o que de melhor o mundo tem… os nossos filhos.»

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top