Histórias Online

«O meu bebé caiu da cama e ficou um mês sem se mexer»

Histórias Online
publicado há 2 meses
0
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Acontece a todos. Ou quase todos. Mas a culpa é sempre nossa. Pelo menos eu sinto-me culpada. E nunca me vou perdoar. Porque as lesões são para sempre.

O meu filho hoje tem três anos. Na altura tinha 10 meses quando tudo aconteceu. De manhã costumava levá-lo para a minha cama, enquanto o pai se despachava para ir trabalhar. Eu entrava mais tarde. Ficava ali na ronha com o meu docinho, era quase meia hora de miminhos. O pai despedia-se de nós, eu ia tomar banho e arrumar-me para ir para o emprego e o bebé ficava sempre a brincar no parque ou no carrinho.

Naquele dia adormeceu na nossa cama. Ferrou completamente! Aquele anjinho até de boca aberta estava. Não consegui acordá-lo. Não tive coragem. Mas devia tê-lo feito.

Coloquei todas as almofadas da casa à volta dele. Parecia uma muralha. Fui tomar banho num minuto. Não demorei muito mais que isso. Quando estava a sair da banheira oiço o meu bebé a chorar, depois de um barulho de queda. O meu coração parou naquele instante e o caos instalou-se. Corri nua para o quarto. Sangrava da boca, mas descansei quando percebi que era um golpe pequenino no lábio. Ele não parava de chorar e eu estava tão nervosa que só tive tempo de me vestir e chamar a ambulância. Mais vale prevenir do que remediar. Mas nunca pensei que fosse tão grave.

O meu marido foi ter ao hospital assim que soube. Ficámos várias horas à espera do diagnóstico. E quando o médico nos disse que ele tinha uma grave lesão na coluna… caiu-me tudo. Fiquei sem chão. Ficou um mês sem se mexer. Teve de fazer vários tratamentos, fisioterapia para bebés… Atrasou o andar, claro. Começou a andar mais tarde, mas felizmente correu tudo bem.

Hoje em dia é um menino normal e saudável. Mas 100 por cento saudável não… Porque já tivemos que voltar ao hospital algumas vezes devido a dores que lhe aparecem. Os miúdos nesta idade não param. Mas o médico diz que o cenário podia ter sido bem pior. Por isso quero acreditar num futuro feliz.

Quero com este texto alertar todas as mães, e pais, porque são poucos os que conheço que não deixaram o filho cair da cama. É um perigo. E não vale a pena correr riscos… Não vale mesmo!

 

 

 

Texto: Anabela Rodrigues

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda