Bebés/Crianças

DECO alerta para o perigo dos colares de Âmbar

Redação
publicado há 3 semanas
0
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Os colares de âmbar são uma moda para aliviar a dor causada pelos primeiros dentes, mas na verdade, são muito mais do que isso. Segundo a DECO, este objeto usado por muitas crianças é um verdadeiro perigo para os mais novos.

Há quem defenda que estes colares são um «analgésico natural» que acalma o incómodo provocado pelo nascimento dos dentinhos. Mas de que forma? O contacto entre o colar e o corpo do bebé liberta os óleos e as propriedades do âmbar que, depois, são absorvidos pela corrente sanguínea. Alegadamente, isso ajuda a diminuir o mal-estar da criança.

O alerta da DECO

 

Mas na verdade não existe qualquer tipo de estudo que comprove este facto. Posto isto, a DECO (Defesa do Consumidor) realça os perigos que estes objetos podem causar nas crianças.

«O seu uso acarreta alguns riscos para a criança. Alguns pontos de venda garantem que entre as peças são dados nós para evitar que estas se espalhem no caso de o fio partir. O nosso conselho é não arriscar e não comprar estes colares», lê-se em comunicado.

Outras entidades ligadas à segurança infantil também já alertaram para os riscos dos colares de âmbar. Segundo a Children Safety Europe, estes colares são considerados um brinquedo. Como tal, devem obedecer as regras de segurança (EN71) e ter a marca CE.

Esta entidade não recomenda o uso de colares em crianças com menos de 2 anos. A Royal Society for the Prevention of Accidents alerta para o risco de «as crianças se engasgarem» com as pedras, caso o colar se parta.

 

Fonte: DECO

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top