Bebés/Crianças

Crianças que abusam de aparelhos eletrónicos têm mais probabilidade de desenvolver cancro

Redação
publicado há 6 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O uso frequente de aparelhos eletrónicos é uma das principais causas de obesidade nas crianças, segundo a Organização Mundial de Saúde, levando em muitos casos ao desenvolvimento de cancro, diabetes, doenças cardiovasculares, entre outros.

Foram realizados 80 estudos nos últimos meses, com a participação de mais de 200 pessoas. Os investigadores do Fundo Mundial para a Pesquisa do Cancro alertam sobre a saúde de bebés e crianças que passam muito tempo em contacto com equipamentos eletrónicos.

O número de crianças e adolescentes obesos em todo o mundo aumentou 10 vezes nos últimos 40 anos.

A obesidade aumenta o risco de desenvolver outros problemas de saúde como hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes, artrose, cansaço, refluxo esofágico, entre outros. Além disso, a condição pode aumentar as possibilidades da pessoa desenvolver cancro de mama, colo, rins, fígado, ovários, pâncreas e próstata.

A Organização Mundial de Saúde considera ainda o vício por videojogos um distúrbio mental.

A Academia Americana de Pediatria indica qual deve ser a interação máxima das crianças com aparelhos eletrónicos dependendo da idade.

  • Bebés até 18 meses não devem ser expostos a ecrãs;
  • Entre os dois e os cinco anos o tempo de exposição aos ecrãs deve ser limitado a uma hora por dia com conteúdos adequados para a idade;
  • Para maiores de seis anos os pais devem colocar limites quanto ao tempo de exposição para que não interfira com as atividades físicas e escolares;
  • As tecnologias não devem ser utilizadas durante as refeições.

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda