Histórias Online

«Tiveste um filho de cesariana por isso não sabes o que é dar à luz»

Histórias Online
publicado há 2 anos
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Tretas e mais tretas. Estas mulheres que se acham mais do que outras, irritam-me profundamente. E o tema maternidade é, sem sombra de dúvida, um assunto que já prefiro nem discutir com ninguém.

Todas as mães/grávidas/avós/tias/madrinhas se acham as donas das educações e das atitudes perfeitas e isso para mim é surreal.

Falemos da questão do parto. Tive o meu filho de cesariana. Por opção? Não! Ele tinha o cordão umbilical à volta do pescoço e, como a respiração estava a ficar afetada, optaram por fazer uma cesariana com urgência para que o bebé não corresse mais riscos.

Não fui eu que pedi para me rasgarem a barriga e o tirarem de lá. A única coisa que pedi foi para que tudo corresse bem e o meu bebé estivesse bem. E foi isso que aconteceu.

Mas por ter sido submetida a uma cesariana, têm sido muitas as vezes que ouço que não sei o que é “dar à luz”.

Bom… Se me disserem que não sei o que são contrações, aí estamos de acordo. Mas dizerem, com ar de desdém, que não sei o que é ter um filho, porque não tive o bebé de parto normal… Isso não concordo!

O meu filho está cá, com saúde e isso, para mim, é o mais importante.

E com várias experiências que conheço de amigas que tiveram parto normal, não vos gabo a “sorte”. Não gabo mesmo! E não venham as ideologistas escrever que é o melhor para o bebé e bla bla bla e mais bla bla bla, porque esses fundamentalismos de quem tem os bebés de parto normal não servem para mim.

Conheço casos graves que deviam ter sido cesarianas e obrigaram as mães – e os filhos – a sofrerem horrores. Num dos casos, a mãe, passados quatro anos, ainda tem mazelas porque a equipa médica quis poupar nos gastos no hospital.

Isto é que é saber o que é dar à luz? Então prefiro continuar com o estigma que nunca dei à luz.

Uma coisa tenho a certeza… Sei o que é dar amor e contra isso não há verdades absolutas que sejam mais verdadeiras que a minha.

 

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda