Bebés/Crianças

Sinais de atraso na linguagem: Saiba como detetar e ajudar o seu filho

Redação
publicado há 3 meses
1
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Muitos pais, a dada altura, acabam por se questionar acerca do desenvolvimento do seu bebé. «Será que o meu filho se está a desenvolver bem? Ainda não diz nada… que se perceba.» A psicóloga pediátrica, Clementina Almeida, do projeto ForBabies, explica-lhe tudo.

De facto os bebés aprendem a falar em ritmos diferentes, mas existe um padrão normal que a grande maioria das crianças segue. Se lhe parece que o seu bebé não se está a desenvolver bem para a idade, o melhor mesmo é ficar atento a alguns sinais. Porque se por um lado, até pode não ser nada, e estar tudo bem, por outro, sabemos que, se existir algum atraso a nível de linguagem/fala, reconhecer e tratar o problema é extremamente crucial para o bom desenvolvimento da linguagem e de outras habilidades cognitivas a longo prazo.

Manter sempre em mente que os dados que apresento aqui são só balizas para que possa apreciar o desenvolvimento do seu bebé e ficar mais atento. Lembre-se que cada criança é única e diferente dos demais.

Uma nota especial para o caso dos bebés que nasceram prematuramente, e que podem estar fora do padrão de desenvolvimento normal. Geralmente os bebés prematuros, alcançam os bebés de termo por a volta dos dois anos de idade.

O que o bebé deve conseguir fazer dentro da respetiva idade

Antes dos 12 meses: Os bebés já devem utilizar a sua voz para se relacionar com o ambiente ao seu redor. Por exemplo murmurar e fazer bolhinhas de saliva na boca são os primeiros estágios do desenvolvimento da fala. Por volta dos nove meses, os bebés usam diferentes tons de voz e dizem palavras como «mamã» e «papá».

Entre os 12-15 meses: Os bebés já devem conseguir fazer vários «sons da fala», começam a imitar sons e palavras que ouvem, geralmente já dizem mais que uma palavra (Não incluindo «mamã» e «papá»), também já são capazes de seguir instruções simples como «vai buscar o teu brinquedo». Vai reparar que como o bebé está a “treinar” sons novos pode dar de vez em quando uns guinchinhos e até gritos.

18-24 meses: Aos 18 meses quase todos os bebés conseguem dizer mais ou menos cerca de 20 palavras, quando os bebés estão quase nos dois anos de idade, eles já sabem em média cerca de 50 palavras ou mais até mais dependendo da estimulação que vão recebendo. Vai reparar que, nesta altura, o seu bebé já consegue juntar duas palavras para construir uma frase simples (por exemplo «pai grande» ou «gato fofo»). Por esta altura ele também já deve ser capaz de identificar objetos em fotos, conseguir reconhecer partes do corpo e apontar para os olhos, ouvidos ou nariz, quando lhe solicitar.

Dos 2 aos 3 anos: A partir desta idade, os pais vão ficar maravilhados com a evolução que o seu bebé demonstra, principalmente no vocabulário que já é deverá ser bastante extenso, já nem é possível contar o vocabulário, nesta altura, e já conseguem combinar três ou mais palavras numa frase. Nesta idade a compreensão também aumentou bastante, já podem conseguir identificar cores e entender conceitos descritivos (por exemplo: «grande» ou «pequeno»).

Sinais de alerta a que deve estar atento e marcar uma visita a um especialista

Se aos 12 meses… Não utilizar gestos, como apontar ou abanar a mão para dizer adeus, (desde que motivado).

Se aos 18 meses… Preferir gestos, do que vocalizar para se comunicar, demonstrar dificuldades em imitar sons e em perceber pedidos simples.

Se aos 2 anos… Conseguir apenas imitar a fala ou ações; Não conseguir produzir palavras ou frases espontaneamente; Não conseguir utilizar a linguagem oral para se comunicar; Não entender simples indicações; Não conseguir juntar duas palavras; Não saber as funções básicas de simples objetos como escova dos dentes ou garfo.

Se aos 25 meses… Não conseguir utilizar duas palavras numa frase simples, não conseguir dar nome a algumas partes do corpo ou não fazer simples perguntas.

LEIA TAMBÉM: Perturbação da Linguagem nas Crianças: Os sinais, as dúvidas, as respostas!

 

 

Texto: Psicóloga pediátrica Clementina Almeida, mentora do projeto ForBabies Especialistas em Bebés

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda