Saúde

Sim, os bebés podem nascer com dentes!

Andreia Costinha de Miranda
publicado há 3 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O caso que damos a conhecer aconteceu no Reino Unido, mas é mais comum do que se imagina. Bethany Green não quis acreditar quando, mal deu à luz a pequena Avery, reparou que a bebé tinha… um dente.

«Ela nasceu com o dente um pouco aparente e às quatro semanas ele estava plenamente desenvolvido. Era enorme», disse a mãe a uma publicação local. 

«Não se sabe o porquê nem o que os motiva a nascerem tão precocemente»

A surpresa foi geral, mas este não é caso único. Por isso mesmo, o site Crescer conversou com a Dra. Joana Costa, odontopediatra da Clínica Hugo Madeira sobre este tema.

«Sim, há de facto bebés que nascem já com um ou mais dentes (dentes natais) e há também casos que ocorre o aparecimento de um ou mais dentes no bebé nos primeiros 30 dias de vida (dentes neonatais)», começa por explicar.

Leia também: Com a Fada do Dente nenhuma criança tem medo de ir ao dentista

E o que faz com que isto aconteça? «Não se sabe o porquê nem o que os motiva a nascerem tão precocemente. Existem muitas teorias mas nenhuma com evidência científica», continua.

E acrescenta: «Na maioria dos casos estes dentes são os incisivos inferiores da dentição decídua (leite), embora também se saiba que podem ser dentes extra. Geralmente são pequenos, cônicos amarelados e/ou hipoplasicos (defeitos de esmalte), além de apresentarem alta mobilidade pois têm desenvolvimento limitado das raízes».

O que fazer quando esta situação acontece?

«Os pediatras, por serem os primeiros profissionais de saúde a terem contacto com o bebé, deveriam encaminhá-lo a um odontopediatra, ao qual cabe a decisão da necessidade de removê-lo ou não, após avaliar clínica e radiograficamente alguns fatores», explica a Dra. Joana Costa.

Leia ainda: Como se lavam os dentes dos nossos filhos?

E que fatores têm de ser tidos em conta? A odontopediatra esclarece: «O grau de mobilidade, pois há risco de aspiração ou deglutição; se já é dente de leite ou dente extra; se o dente está a atrapalhar a amamentação ou alimentação do bebé, ou a magoar a mama da mãe ou até mesmo o dorso (por baixo) da língua do bebé».

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda