Saúde

Pais fumadores colocam em risco a saúde dos filhos!

Filipa Rosa
publicado há 5 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Quais são os maiores riscos para as crianças quando os pais são fumadores? Quer fumem ou não ao lado dos filhos, poderão provocar-lhe graves problemas de saúde. O site Crescer falou com a médica Ana Raquel Marques sobre o assunto.

«O conhecimento científico disponível confirma que a exposição ao fumo ambiental do tabaco tem efeitos adversos imediatos no sistema cardiovascular, podendo também desencadear a exacerbação de sintomas respiratórios, em particular em crianças com asma. As pessoas não fumadoras expostas ao fumo ambiental do tabaco têm uma maior probabilidade de vir a contrair cancro do pulmão, doenças respiratórias e doenças cardiovasculares», refere Ana Raquel Marques, médica de medicina geral e familiar e coordenadora da consulta de Cessação Tabágica do Agrupamento de Centros de Saúde de Matosinhos.

As crianças são mais vulneráveis à exposição ao fumo ambiental do tabaco, devido a inúmeros fatores biológicos, fisiológicos, comportamentais, sociais e ambientais. «Vivem mais próximo do chão, nomeadamente nas fases mais precoces do desenvolvimento, o que as coloca em maior proximidade de poeiras e superfícies em que se acumulam alguns dos poluentes do fumo do tabaco», explica.

«Tem uma maior frequência respiratória, com inalação diária de um volume de ar proporcionalmente maior ao inalado pelo adulto. O seu aparelho respiratório é mais sensível à generalidade dos produtos tóxicos ambientais e o seu organismo apresenta uma menor capacidade de metabolizar as substâncias tóxicas do fumo, devido a imaturidade do sistema enzimático e dos mecanismos de clearance.»

Segundo a médica, as partículas que surgem no fumo ambiental depositam-se nos móveis e nas roupas, tal como noutras superfícies, e são tóxicas e responsáveis cada vez mais por um número crescente de doenças.

LEIA TAMBÉM: Síndrome de Morte Súbita: Qual a melhor prevenção para evitar uma tragédia?

Para Ana Raquel Marques, os pais fumadores não são negligentes, mas têm «uma dependência complicada e difícil» de gerir. «Os pais são fumadores com uma dependência de nicotina. É preciso ter uma grande força de vontade para deixar de fumar, principalmente quando se é saudável. Todos os pais desejam o melhor para os filhos e nenhum, intencionalmente, é negligente por não deixar de fumar perto dos filhos. É um hábito socialmente aceite e que acaba por estar enraizado», afirma a especialista, explicando que os mais pequenos encaram o ato com naturalidade. «Para as crianças não é estranho um adulto estar a fumar e estes riscos acabam por não ser pensados. Também, muita da informação que temos sobre a exposição passiva, é relativamente recente e ainda pouco divulgada. Pelo menos, não tão divulgada como os efeitos diretos no fumador.»

Filhos de pais fumadores poderão seguir o seu exemplo?

Para Ana Raquel Marques, sendo o ato de fumar socialmente aceite, a criança não estranha ver um adulto fumar, mas «cada vez mais “condena” o ato» de fumar. «A educação nas escolas sobre os malefícios da tabaco está a ter um papel essencial. As crianças cada vez mais, acompanham os pais às consultas para os apoiar a deixar de fumar. Que não gostam que os pais fumam e que sabem quais os malefícios para a saúde dos pais. Diria que a grande influência nos nossos adolescentes continua a ser os exemplos interpares e a necessidade de aceitação nos grupos sociais», refere.

«O fumo ambiental, resultante da exposição passiva ao tabaco, é constituído por uma mistura complexa de mais de 4000 substâncias, sob a forma de gases e de partículas, das quais mais de 50 com propriedades cancerígenas e, muitas outras, com propriedades tóxicas, irritantes ou mutagénicas. Dado resultar, em grande parte, da combustão incompleta do tabaco, contém uma maior concentração de alguns compostos nocivos relativamente ao fumo inalado pelo fumador, não existindo um limiar seguro de exposição, quer para adultos quer para crianças.»

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda