Família

Pai solteiro adota menina com Síndrome de Down que tinha sido rejeitada por 20 famílias

Redação
publicado há 6 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Esta é a história que está a encantar o Mundo.

Uma menina de 18 meses, com Síndrome de Down foi adotada pelo italiano Luca Trapanese, depois de ter sido rejeitada por 20 famílias…

História que não deixa ninguém indiferente

Mas a história de Alba emociona desde o primeiro instante. A mãe biológica, pelo preconceito de ter uma filha portadora desta doença, rejeitou-a logo após o parto.

Outras 20 famílias, mesmo a menina correspondendo aos requisitos desejados, desistiam do processo quando sabiam que Alba era portadora de Síndrome de Down.

Mas Luca não desistiu. Habituado a ser voluntário desde os 14 anos em instituições de apoio a pessoas com deficiência, sempre teve o sonho de adotar uma criança especial.

Um pai solteiro cheio de amor para dar

Apesar da relação que mantinha com o ex-companheiro não ter dado certo, Luca continuou a lutar pelo seu sonho. Dessa forma, conseguiu adotar a pequena Alba, atualmente o grande amor da sua vida.

«Senti de imediato que ela era a minha filha. Apresentei-a à minha família. Às pessoas da minha organização. As minhas duas mães já me disseram que eu não estava a segurá-la bem, mas tenho personalidade forte, por isso, umas vezes faço o que me dizem, outra não. Estou a brincar. Elas são duas avós magníficas, adoram cuidar da Alba, estou muito grato por existirem nas nossas vidas», disse ao programa Outlook, da BBC World Service.

Esta história de amor está contada no livro “Nata per Te”, que em português significa “Nascida para Ti”, que já vendeu, em Itália, 10 mil cópias.

O livro "Nascida Para Ti", escrito por Luca Mercadante e Luca Trapanese
O livro “Nascida Para Ti”, escrito por Luca Mercadante e Luca Trapanese

 

Uma quebra nos estereótipos

Alba tem atualmente 18 meses e, segundo pai adotivo «é muito alegre gosta de dançar e brincar todo o dia», assim como de «conviver com outras pessoas».

E quanto ao facto de ser pai solteiro e gay, Luca confessa que passa por vários tipos de “pressões”. «A minha história e a da Alba esmaga tantos estereótipos, a nível da parentalidade, da religião, da família. Mas, no final de contas, esta é, apenas, mais uma história de vida», garante ao programa já citado.

Veja as imagens, na nossa galeria, deste pai e filha que têm derretido as redes sociais.

Fotos: Reprodução Instagram

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda