Saúde

Os principais cuidados com a pele do bebé

Redação
publicado há 1 semana
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A pele é o maior órgão do corpo humano e, como tal, merece uma atenção especial e a Dra. Catarina Silva, Dra. Dina Velez e Dra. Sandra Santos, da Farmácia Madragoa explicam os cuidados que se devem ter com a pele do bebé.

No caso da pele do bebé, apesar de ter a estrutura da pele do adulto, ainda é imatura e não adquiriu todas as funcionalidades.

Leia ainda: As melhores dicas para cuidar do recém-nascido

Isto torna-a mais delicada e frágil. Assim sendo, os cuidados devem ser redobrados.

Existem dois momentos de cuidar da pele: a higiene e a hidratação

A higiene inclui:

– Limpeza dos olhos, com soro e compressas esterilizadas;
– Limpeza das orelhas, com compressas e apenas no pavilhão exterior. Nunca devem ser usados cotonetes;
– Limpeza do nariz, com soro fisiológico (quando obstruído);
– Limpeza do rosto, com água de limpeza sem enxaguamento ou no banho;
– Lavagem do couro cabeludo e cabelo, no banho, com champô que não arde nos olhos e com auxílio de uma escova ou pente;
– Limpeza do coto umbilical, com água e compressas;
– Limpeza dos genitais, no banho ou aquando da muda da fralda, com água de limpeza, linimento ou toalhetes;
– Limpeza do tronco e membros, no banho, com creme/gel lavante.

Quanto à hidratação, a mesma deve ser sempre feita depois do banho.

Os produtos de hidratação devem ser tanto mais nutritivos quanto mais seca for a pele do bebé. No caso particular da zona da fralda, deve ser aplicado um creme barreira com óxido de zinco, de forma a proteger e isolar a pele da urina e fezes.

Na escolha dos produtos, dê preferência aos hipoalergénicos e formulados para bebé.

Leia também: Pele atópica em bebés preocupa pais portugueses

Para cumprir estas características, existem alguns ingredientes a evitar: parabenos, corantes, álcool, perfumes fortes e sabão. Não podemos esquecer que a pele do bebé tem tendência natural para a secura e desidratação, portanto, todos os produtos devem ser hidratantes.

Nunca descurando estes aspetos, é essencial adaptar os cuidados aos diferentes tipos de pele e a algumas situações particulares.

Pele intolerante/reativa e pele atópica

A pele intolerante e reativa é um tipo de pele que reage excessivamente às agressões, tais como as variações de temperatura, o vento, o sol e até alguns tipos de tecido. Caracteriza-se por vermelhidão, secura e descamação ligeira.

No caso da pele atópica, existe uma alteração da barreira cutânea devido à diminuição da quantidade de “gordura” da pele, que está muitas vezes associada a alergias. Secura extrema com escamação e por placas avermelhadas, secas e rugosas são algumas das manifestações. Pode ainda surgir prurido intenso, uma situação que pode impedir o sono do bebé e que, infelizmente, é cada vez mais comum.

Em ambas as situações, os produtos de higiene e hidratação devem ser especificamente adaptados, com ingredientes calmantes e nutritivos e hidratantes. O banho deve ser curto e com água tépida. Os tecidos do vestuário e das toalhas de banho devem ser à base de algodão. Até os detergentes de lavagem da roupa devem ser delicados.

Crosta Láctea

A crosta láctea resulta da produção excessiva de sebo no couro cabeludo que “agarra” as células mortas à superfície da pele, formando placas de escamas brancas ou amareladas e oleosas. É uma situação benigna que tende a desaparecer durante o primeiro ano de vida e que não se deve a uma higiene incorrecta.

Nesta situação, deve ser aplicado um óleo emoliente 30 minutos antes do banho para amolecer a crosta. De seguida, deve lavar-se o cabelo do bebé com um champô adequado e escovar com uma escova macia. Posteriormente, pode aplicar um produto de cuidado específico da crosta láctea, que reduza as placas e que controle a produção de sebo. Não deve tentar retirar as placas com as unhas, pois promove o aparecimento de feridas e infecções.

Dermatite da fralda

A pele da zona da fralda é a mais susceptível às irritações, uma vez que se trata de uma pele que sofre maceração da urina, das fezes e da própria fralda. Assim, pode ficar vermelha, inflamada e seca, designando-se esta situação por dermatite ou eritema da fralda. Podem ainda aparecer pequenas borbulhas. Esta irritação pode ser agravada por determinados alimentos e pelo aparecimento dos dentes.

Para evitar e tratar, a fralda deve ser mudada com frequência e a higiene deve ser feita com água tépida ou com linimento (óleo de limpeza), evitando o uso de toalhetes. Deve, depois, ser aplicado um cuidado hidratante reparador, à base de pantenol, óxido de zinco e vitamina A.

Sol e frio

Tal como as restantes agressões, a pele do bebé é mais sensível ao sol e ao frio.

O protetor solar está sempre presente na lista dos cuidados da pele do bebé, nunca esquecendo que antes dos seis meses a exposição solar não deve ser direta. Devem optar por protetores minerais com SPF 50+.

Relativamente ao frio, devem ser usados cremes protectores para este efeito, designados “cold cream”. Para as zonas mais sensíveis e expostas, existem os “sticks de frio”, que conferem maior proteção.

Resumindo, os cuidados da pele do bebé incluem higiene e hidratação e devem ser feitos com produtos suaves e adaptados.

Deixamos uma sugestão dos produtos essenciais para o necessaire do bebé: soro fisiológico, água de limpeza, compressas, champô, creme/gel lavante, creme hidratante e creme barreira para a muda da fralda.

Texto: Dra. Catarina Silva, Dra. Dina Velez e Dra. Sandra Santos, da Farmácia Madragoa

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda