Histórias Online

Mãe explica por que razão não ensina o filho a partilhar e lança debate na Internet

Histórias Online
publicado há 10 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Assim que entrámos no parque, o Carson foi abordado por, pelo menos, seis crianças, todas de uma vez a exigir que ele emprestasse os seus brinquedos. Ele estava visivelmente sobrecarregado e agarrou-os junto ao peito enquanto os pequenos o agarravam. Nesse instante, o meu filho olhou para mim.

«Podes dizer-lhes que não, Carson», descansei-o. «Diz apenas que não. Não precisas de dizer mais nada».

Claro que assim que ele disse que não, os meninos correram até mim a fazer queixa, dizendo que o meu filho não estava a partilhar. Aí, eu disse: «Ele não tem que partilhar convosco. Ele disse que não. Se ele quiser partilhar, ele partilha».

Isso deu-me alguns olhares reprovadores de outros Pais. E a minha questão é esta:

Se eu, uma adulta, entrasse no parque a comer uma sandes, precisava de partilhá-la com estranhos? Não!

Algum adulto bem-educado ou um estranho, tentaria servir-se da minha sandes e ficaria irritado se eu a tirasse? Outra vez não!

Então, realmente, enquanto vocês me estão a mandar olhares de reprovação, presumivelmente a pensar que o meu filho e eu somos rudes, o que dizer das vossa atitude?

 

É correto a pessoa estar relutante em dar os seus três brinquedos para seis estranhos, ou os seis estranhos que pedem para receber algo que não lhes pertence, mesmo quando para o dono é obviamente desconfortável?

O objetivo é ensinar os nossos filhos a serem adultos. Enquanto eu conheço alguns adultos que claramente nunca aprenderam a partilhar enquanto eram crianças, eu conheço muitos mais que não sabem como dizer “não” às pessoas, ou como estabelecer limites, ou como praticar o autocuidado. Eu, inclusive.

De qualquer forma, Carson só trouxe os brinquedos para partilhar com a filha da minha amiga. Ele só não queria partilhar com os miúdos gananciosos porque ele estava animado para surpreender a amiga com os brinquedos.

Da próxima vez que o seu “floco de neve” chegar até si chateado por outra criança não estar a partilhar, lembre-se de que não vivemos num mundo onde seja propício desistir de tudo só porque alguém lhe disse que não partilhava.

Eu não vou ensinar o meu filho que é assim que funciona.

 

Texto: Alanya Kolberg

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda