Bebés/Crianças

Dormir na cama dos pais: Sim, não ou só às vezes?

Redação
publicado há 6 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Esta é uma das perguntas mais difíceis e pertinentes que os pais fazem. A pediatra Sónia Marques explica-lhe se é benéfico ou não os filhos dormirem na cama dos pais.

«Está provado que a síndrome da morte súbita nos lactentes é cinco vezes superior aquando os bebés pequeninos dormem num berço ao lado da cama dos pais. Ou seja, nos mais pequeninos, o risco de asfixia quando dormem na cama dos pais é cinco vezes superior. É um número impressionante», explica a especialista, que esteve n’ «O Programa da Cristina», na SIC.

Para além do perigo, por que razão as crianças devem dormir nas suas camas? «Dormir na cama dos pais não lhes cria autonomia nem individualidade, que é muito importante nestas idades. Isso prejudica um bocadinho a noção: ‘Eu sou um indivíduo diferente dos meus pais, tenho o meu espaço físico, não estou no mesmo espaço», refere.

«Então estamos a fazer mal aos nossos filhos?», questiona Cristina Ferreira. «Não é fazer mal, atrasa um pouco este processo e, na realidade, também prejudica a intimidade do casal», responde a pediatra, acrescentando que, esporadicamente, os filhos podem ir para a cama dos pais, ao fim de semana de manhã, por exemplo, mas não dormir a noite toda. «Não se pode tirar esse miminho… Sabe bem!»

Sónia Marques reconhece que há vidas muito difíceis e bebés que dormem pouco e, num momento de desespero em que só choram, a tendência é colocar os filhos na cama dos pais para que consigam descansar durante a noite inteira. Não condena. «Por vezes também temos de pensar nos prós, nos contras e na nossa vida…», termina.

LEIA TAMBÉM: Síndrome de Morte Súbita: Qual a melhor prevenção para evitar uma tragédia?

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda