Educação

Crianças muito mimadas podem tornar-se mal educadas?

Filipa Rosa
publicado há 4 semanas
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Filhos demasiado mimados são obrigatoriamente mal educados? É necessário dosear o mimo? A psicóloga Bárbara Ramos Dias tem a resposta.

“Respostas simples às perguntas difíceis dos nossos filhos”. Este é o nome do livro de Bárbara Ramos Dias que promete ser uma ajuda crucial na educação de crianças e adolescentes. O site Crescer entrevistou a autora, que é psicóloga e mãe de três crianças. Leia aqui a entrevista completa.

A autora garante que muitos desafios nascem na falta de comunicação entre pais e filhos ou entre alunos e professores. Aprender a ouvi-los, a perceber os seus sentimentos e inquietações é essencial para melhorar esta relação.

E em relação ao excesso de mimo?

Bárbara Ramos Dias é pragmática na sua resposta. «Não é o mimo que estraga, o amor nunca fez mal a ninguém, antes pelo contrário, às vezes um bom abraço pode fazer milagres e até parar uma grande birra. O que torna os miúdos mal educados, é a falta de regras e limites bem definidos», refere.

«Podemos dar muito colo e amor, mas também saber dizer “não”, quando tem de ser e saber impor um limite quando necessário. É o que costumo dizer: “Regras polvilhadas de muito amor”. A educação, no meu ponto de vista está no equilíbrio destes dois ingredientes», considera a psicóloga.

LEIA TAMBÉM: Dar muito colo é 100% benéfico, sabia?

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda