Recém-nascido

Cólicas no bebé: Saiba se a alimentação da mãe influencia na amamentação

Redação
publicado há 4 semanas
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Rita Franco de Sousa, da marca Pulguinhas, esteve à conversa com o osteopata Gonçalo Santos sobre as cólicas no bebé lactente. Saiba o que as causa, quando podem surgir e como as poderá aliviar.

O especialista fez parte do grupo de convidados que marcou presença no evento Mommy Talks, organizado pela a Essence Prime Care, no dia 12 de outubro. O evento tinha como objetivo esclarecer dúvidas de grávidas e mamãs sobre vários assuntos.

A alimentação é um tema muito individual, por isso, é tão difícil estabelecer um padrão. O que faz bem a umas, faz mal a outras, segundo diz o especialista. «Vejo mães que sempre que comem determinados alimentos, referem que o bebé tem mais cólicas nesse dia. Quando a causa das cólicas no bebé é exclusivamente relacionada com a alimentação da mãe, o meu conselho é o de consultar um nutricionista», recomenda Gonçalo Santos.

LEIA TAMBÉM: Como ajudar um bebé que está cheio de cólicas?

Há alguma altura do dia em que seja mais esperada a ocorrência de cólicas?

As cólicas têm vários motivos ou explicações. Uma possível causa está relacionado com as adaptação ao meio exterior. Os bebés que apresentam maior imaturidade ou dificuldade de adaptação, são aqueles que têm cólicas ao final do dia. A partir das 17 ou 18 horas começa a festa…

Que tipo de resposta pode dar a osteopatia no caso de cólicas?

Hoje em dia, a abordagem às cólicas já não é só relacionada com a alimentação ou personalidade dos bebés, mas também atribui-se uma causa física. Nos últimos anos, fruto do crescimento de profissões como a Fisioterapia e Osteopatia, que estudam muito as alterações posturais, começou-se a avaliar o bebé em relação à sua postura. E começou-se verificar que a maior parte dos bebés com cólicas ou refluxo, apresentam alterações posturais relevantes. Ou são demasiado enrolados (fenómenos de compressão) ou são demasiado rígidos ou tem algumas assimetrias, como posturas de escoliose ou posturas em “C”. Há vários exemplos, mas o mais importante é que a Osteopatia, através das suas técnicas de alinhamento e descompressão permite corrigir as assimetrias que o bebé trás e, desta forma o intestino do bebé pode funcionar sem obstáculos.

Sobre Gonçalo Santos:

Fisioterapeuta e Osteopata especializado em Osteopatia Infantil, co-fundador da clinica Kinetic, palestrante, formador e escritor na área da Osteopatia Infantil.

Av. Sidónio Pais, 10, 2º DT 1050-214 – Lisboa

(+351) 913 733 311

info@goncalosantos.com

Instagram: @goncalosantos_osteoinfatil

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda