Histórias Online

«Chamo-me Sara, não me chamo ‘mãe’…»

Histórias Online
publicado há 4 dias
3
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Desde que o Francisco nasceu que deixei de ser chamada pelo meu nome. Naquele instante não dei à luz só o meu filho, mas também me tornei outra pessoa.

Deixei de ser a Sara, para passar a ser «a mãe». Se é um orgulho ser tratada desta forma? Sim, sem dúvida! Mas pelo meu filho, não por todos os seres deste mundo, sejam eles médicos, professores, educadores e até trabalhadores da segurança social.

Eu sou a mãe do Francisco na cédula de nascimento dele, no cartão de cidadão e, claro está, na vida. Mas também sou a Sara. Acham que deixei de existir porque dei à luz?

É claro que eles se tornam a coisinha mais importante da nossa vida, mas “alto aí e para o baile” que quero continuar a ser chamada pelo nome que os meus paizinhos tiveram tanto trabalho a escolher.

Quando me voltarem a chamar “mãe”, acho que vou passar a respirar fundo e dizer: “O meu nome é Carvalho… Sara Carvalho!”

Sou só eu que me sinto assim ou alguém consegue entender o meu “sufoco”?

 

Texto: Sara Carvalho

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda