Histórias Online

«Casei, mas o amor da minha vida é o meu padrinho de casamento»

Histórias Online
publicado há 4 semanas
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Sei que para quem olha para mim não imagina o que vai dentro do meu coração.

Casei-me há cerca de três anos com o homem dos meus sonhos. Namorámos um ano, mas sempre com uma relação de altos e baixos. Acho que são todas, não é?

Leia também: «Se o amor da minha vida me quisesse de volta, largava o meu marido sem pensar duas vezes!»

Essa “instabilidade” teve muito a ver com um “desgosto” de amor que tive anos antes de me envolver com o M.. E ele sabe de tudo. Sabe que nunca ultrapassei o fim daquela relação e ele foi, por assim dizer, o meu refúgio no momento de dor. Acabámos por nos envolver e eu acabei por gostar dele, da companhia dele, da atenção e carinho que me dava. Até aos dias de hoje…

Mas o R…. Ai o R…. Esse é e será sempre o amor da minha vida. Continua a estar na minha vida, mas como amigo. É o meu melhor amigo, mas era também a pessoa que queria ter ao meu lado para sempre como marido, companheiro, amante… Mas não dá! Ele terminou tudo porque já não gostava de mim. É feliz na sua nova vida. E eu sou feliz por ele, mas ao mesmo tempo trago uma mágoa dentro de mim porque sei que, lá no fundo, o amo.

Leia ainda: «Não estou com o amor da minha vida, mas sou muito mais feliz sem ele!»

Namorámos cinco anos e, talvez por isso, ele continue a fazer parte da minha vida. É o meu melhor amigo e, por isso mesmo, é também o meu padrinho de casamento.

Há amores de uma vida. Há amores que ficam para sempre!

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda