Educação

Brincar ao ar livre na escola é crucial para melhorar a saúde mental das crianças

Redação
publicado há 3 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Um conjunto de organizações lideradas pela Associação Movimento Bloom e pela Associação Nacional de Professores em Portugal pede aos diretores das escolas que considerem 60 minutos como o tempo mínimo diário que cada criança deve passar ao ar livre.

O Movimento Bloom, que, pelo segundo ano consecutivo, lidera a campanha Dia de Aulas ao Ar Livre, considera que o tempo dedicado no exterior dentro do horário escolar é das iniciativas mais importantes que as escolas nacionais podem fazer para combater a crescente crise de problemas relacionados com a saúde mental das crianças e dos jovens.

Novas descobertas suportadas pelo relatório “Playtime Matters” publicado pela organização Semble, mostram que 61 por cento dos professores à escala mundial considera que brincar ao ar livre é extremamente importante para o bem-estar global das crianças. E os diretores de escolas que deram prioridade ao tempo ao ar livre concordam com essa ideia.

LEIA TAMBÉM: Por que é que as crianças precisam tanto de brincar?

«Sou professora há 26 anos e sempre dei muita importância às atividades ao ar livre, não só para brincar, mas para aprender. A Natureza dá-nos muitos conhecimentos, lança-nos muitos desafios, desperta-nos muita curiosidade que nos fazem crescer em todos os aspetos», refere Anabela Ferreira Marques, professora e coordenadora da EB Várzea de Sintra.

«As crianças quando realizam atividades/aprendizagens ao ar livre revelam mais alegria e entusiasmo, estreitam os laços de amizade com os colegas e com os adultos que as acompanham, sentem-se livres e desenvolvem um maior conhecimento de si próprios e do ambiente que os rodeia, tal como aumentam o seu respeito pela Natureza e o sentimento de proteção do nosso querido planeta. Como professora e coordenadora de escola partilho e encorajo outros professores e diretores para que realizem atividades ao ar livre para que todos possam beneficiar da infindável riqueza que a Natureza nos dá.»

Contudo, embora 80 por cento dos professores questionados digam que as crianças da sua escola deviam ter mais tempo para brincar ao ar livre, 38,2 por cento disseram que o tempo ao ar livre ocupa menos de 10 por cento num dia normal de escola. A maioria das escolas têm espaço para as crianças brincarem ao ar livre, 26 por cento em Portugal têm acesso a um local destinado a brincar, na parte exterior do edifício e 65 por cento têm acesso a um jardim, campo ou espaço verde.

LEIA AINDA: Saiba as vantagens de os deixar brincar ao ar livre

Por isso, se a vontade e o espaço estão lá o que é que impede as escolas de estabelecerem essa prioridade?

Mónica Franco, uma das Fundadoras do Movimento Bloom explica. «Há um núcleo essencial da investigação que mostra que o tempo ao ar livre é benéfico para a saúde mental das crianças – e ouvimos isso dos professores vezes sem conta. A desculpa para ter as crianças dentro do edifício é muitas vezes o mau tempo mas nós defendemos que não há mau tempo, mas sim mau equipamento. As escolas que têm abrigos, botas, capas da chuva etc não deixam que o mau tempo afete o brincar lá fora e as crianças recolhem os benefícios. Seja o que for que impeça as escolas de terem as crianças ao ar livre, acreditamos que ter na política de escola um tempo a isso destinado é o primeiro passo para mudar a cultura de escola e levar as escolas a encontrar soluções para os obstáculos que enfrentam», afirma.

Os diretores de escolas que queiram saber mais sobre os benefícios de mais e melhor tempo ao ar livre – ou que queiram celebrar os magníficos tempos livres que já proporcionam podem inscrever a sua escola no website para fazer parte do DIA DE AULAS AO AR LIVRE no próximo dia 23 de Maio. Os apoiantes de mais tempo ao ar livre devem registar-se para apoiar a campanha e receber ideias sobre como podem agir para que o tempo ao ar livre esteja presente para cada criança em cada dia. Para mais informações, clique aqui.

A Campanha Global Outdoor Classroom Day é liderada por SEMPLE em parceria com a UNILEVER como parte do seu movimento DIRT IS GOOD. Em Portugal, a campanha em Portugal é liderada pela Associação Movimento Bloom com o apoio da Associação Nacional de Professores.

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda