Bebés/Crianças

Birras no restaurante: Como lidar?

Redação
publicado há 3 semanas
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

As férias estão aí e com elas os passeios, jantares com amigos e as inevitáveis birras… Birras no restaurante, quem não viveu já uma situação destas, seja ao lado na sua mesa, ou mesmo na sua própria mesa? Quanto tudo parecia estar bem, uma criança faz uma birra.

São várias as razões pelas quais as crianças fazem birras: sono, fome, cansaço, porque querem ir embora, porque a comida não é agradável, ou simplesmente porque estão entediadas com o tempo de espera. Em regra, as birras ocorrem porque as crianças não têm maturidade suficiente para lidar com uma determinada frustração e acabam por reagir de forma desadequada.

LEIA TAMBÉM: Afinal, as birras são uma coisa boa!

Mas, como lidar com uma birra?

Infelizmente, não existe uma fórmula infalível. Tudo depende da criança, da idade e da situação, mas algumas dicas podem ajudar nesse desafio.

A primeira dica é a preparação. Prepare a criança para se comportar em público, explique-lhe, claramente, o que vai acontecer e qual o comportamento que deve adotar, o que deve e não deve fazer. Explique-lhe, também de forma objetiva, as consequências da não adoção desse comportamento. O desconhecido gera ansiedade às crianças. Ao explicar-lhes o que vai acontecer, tranquiliza-as e dá-lhes segurança.

Mas se a birra ocorrer, há uma segunda dica muito importante: não entrar em pânico e não desesperar perante os olhares de desaprovação de terceiros. Uma birra de uma criança é um tema que apenas interessa à criança e aos pais. Se se enerva, transmite ansiedade à criança, podendo aumentar a escalada da birra. Tente manter a calma e serenidade, seja um modelo.

LEIA AINDA: «Carta para os Pais que implicam com as birras do meu filho»

Revele empatia, demonstrando vontade em perceber os motivos que levam a que a criança se sinta assim.

Perceba se é uma tentativa de chamada de atenção, ou simplesmente um teste aos limites.

Use estratégias criativas, tente canalizar a atenção da criança para coisas positivas e desvie o foco da criança.

Como ela está nervosa, evite conversar muito na hora. O melhor é falar menos e agir mais. Não esqueça que até aos cinco anos a criança não consegue manter a concentração nas palavras por mais de 30 segundos.

Por último, desvalorize, lembre-se que a birra só faz sentido de tiver público. Sem público, não tem interesse.

Descomplique…

 

 

Artigo de opinião: Vera de Melo, psicóloga clínica

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda