Notícias

Associação XXS lança campanha para angariar gorros e botinhas para bebés prematuros

Redação
publicado há 1 semana
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A XXS, Associação Portuguesa de Apoio ao Bebé Prematuro, tem uma nova campanha de Natal que promete aquecer e confortar bebés prematuros.

A 3ª edição da Campanha XXS-XXL, Pequeno no Tamanho, Grande no Coração, tem como objetivo alertar para a realidade dos nascimentos prematuros e contribuir para dotar as Unidades de Cuidados Intensivos Neonatais de todo o País de material de conforto necessário e adequado a estes bebés. Os gorros e botinhas vão permitir manter os bebés quentinhos e ajudar a promover o vínculo afetivo com os seus pais, através do Método Canguru.

Este ano, juntam-se também à campanha os CTT e Banco CTT permitindo aumentar, ao nível nacional, os pontos de recolha destes bens.

LEIA TAMBÉM: O que é um bebé prematuro e que hipóteses tem de sobreviver?

É sabido que os bebés prematuros têm tendência para arrefecer as extremidades do seu frágil corpinho e é muito importante que sejam aquecidos com gorros e botinhas para os manter com uma temperatura estável.
Esta necessidade de conforto é ainda maior quando os Bebés XXS fazem com os seus pais o Método Canguru.

O que é o Método Canguru?

Também conhecido como “Contacto Pele a Pele”, o Método Canguru é uma técnica utilizada em muitas Unidades, com resultados muito positivos demonstrados em todo o mundo e que consiste no contacto, precoce, prolongado e o mais contínuo possível, de pele com pele, entre os pais e o bebé, permitindo um maior envolvimento no cuidado ao recém-nascido.

Através da campanha XXS-XXL, Pequeno no tamanho, Grande no coração, a XXS faz um apelo a todos os Portugueses para que tricotem gorros e botinhas em lã própria para bebé, com medidas mais pequenas, adequadas a bebés de baixo peso à nascença e contribuam desta forma para aquecer os corações dos Bebés XXS, dos seus pais, irmãos, família, amigos e profissionais de saúde que os acompanham dia-a-dia nas Unidades de Cuidados Intensivos Neonatais de todo o País.

LEIA AINDA: Neonatologia: O texto que reconhece o trabalho dos enfermeiros que cuidam de bebés prematuros

Como fazer para ajudar

A entrega dos gorros e botinhas deve ser feita até ao dia 31 de Janeiro em 58 postos dos CTT e Banco CTT e 11 lojas Knot espalhadas pelo país. A Nestlé, parceira mais uma vez nesta iniciativa, irá posteriormente recolher o material e entregar junto de todas as Unidades de Cuidados Intensivos Neonatais do país.
Esta campanha é organizada pela XXS e conta com o apoio da Sociedade Portuguesa de Neonatologia, Nestlé, Knot, CTT, Final Solution e Banco CTT.

Prematuridade em Portugal

Em Portugal, nascem por ano cerca de 8 mil bebés prematuros e 10% ficam internados, em média, 60 dias em Unidades de Cuidados Intensivos. 8 em cada 100 bebés nascem com menos de 37 semanas de gestação, e 1% dos recém-nascidos tem menos de 1.500 gramas. Os prematuros representam 1/3 da mortalidade infantil no nosso país. As crianças que nascem antes do tempo têm problemas específicos que exigem apoios especializados.

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda