Notícias

O ano mal começou e já se sente cansada?

Redação
publicado há 8 meses
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Aprenda a manter a sua energia e a realizar um detox realista

Sente-se num ritmo que mal começou o ano e já está cansada, sem energia, desgastada e até mesmo um pouco pessimista? Hoje em dia, a cultura caracterizada pela sensação do imediato e com estímulos constantes em nosso redor, não nos permite dar um tempo ao nosso corpo e mente para descansar e recarregar energias.

Este artigo não lhe fornece receitas detox mágicas, mas sim dicas para saber como recarregar as energias de vez em quando, para que consiga permanecer no ritmo que deseja no seu dia a dia. A ideia é que possa incorporar estas dicas na sua rotina, que façam parte do seu mindset, e que as utilize como forma de cuidado e prevenção, e não apenas quando se sente exausta.

Rotina alimentar saudável

Em vez de optar por sumos detox repletos de frutas, legumes, ervas e especiarias, que não lhe dão qualquer prazer consumir, por que não incorporar simplesmente uma alimentação saudável no seu dia a dia? Não me refiro a comer para perder peso, mas sim comer para obter os nutrientes diários que o seu corpo precisa. Conseguir atingir um equilíbrio entre carboidratos, proteínas, gorduras e fibras pode ser o segredo que precisa para manter a sua energia diária! Resumindo: em vez de gastar dinheiro a experimentar várias fórmulas detox, que tal simplesmente não se deixar “intoxicar”?
Se não estiver a meio de um programa de dieta específico, o ideal é não recear os carboidratos, pois são a fonte primária e preferida de energia do seu corpo. O ideal é optar, sempre que possível, por carboidratos complexos, pois, contrariamente aos carboidratos simples, demoram mais a serem digeridos pelo nosso corpo, possibilitando uma utilização de energia de maior duração, ou seja, fazem com que demore mais tempo até sentir fome.
Como todos sabemos, é essencial comer frutas e legumes todos os dias. Parece óbvio, pois é algo que sempre ouvimos os nossos pais dizer quando éramos crianças, a verdade é que sempre tiveram razão. Evite a todos os custos alimentos processados/industrializados, pois, para além de não fornecerem quase nenhum nutriente, possuem ingredientes ligeiramente tóxicos ou desnecessários para o nosso corpo, o que muitas vezes contribui para a sensação de fome e cansaço constantes. E por fim, o mais importante é nunca se esquecer das proteínas, pois são elas a base do nosso corpo. Sem proteínas, não há vida (quer seja animal ou vegetal).

Medite e faça exercício físico

Mais uma vez, parece uma sugestão óbvia e já deve ter ouvido falar ou até mesmo experimentado tudo isto. Mas o segredo aqui é a persistência e disciplina. Experimente atividades que sejam fáceis e lhe deem prazer. Em vez de experimentar meditar durante meia hora, comece por fazer sessões de cinco minutos todas as manhãs, e se sentir confortável, aumente progressivamente. Vários estudos demonstram melhorias na respiração e a diminuição de cortisol (hormona do stress) em pessoas que meditam um pouco todos os dias. Já relativamente ao exercício físico, tente optar por algo que seja divertido, talvez algum tipo de luta, dança ou qualquer outro desporto. Para além de se sentir com mais energia se o praticar regularmente, o exercício físico também ajuda na produção de serotonina (neurotransmissor da felicidade), além disso já foi comprovado cientificamente que a oxigenação do cérebro ajuda à formação de novos neurónios.

Fuja da tecnologia sempre que possível

Sim, todos sabemos o quão difícil pode ser evitar ficar continuamente a olhar para publicações no Instagram, Facebook, entre muitas outras redes sociais que são estrategicamente criadas para fazer com que passe de publicação em publicação, fazendo gostos, comentando e, eventualmente, tornando-se um vício. Mas esse vício é um dos principais estimulantes mentais, e afeta os recetores cerebrais de serotonina, gerando ansiedade e até mesmo depressão.
Nesta situação, o que recomendo é que tente usar o telemóvel o mínimo possível durante o dia. Antes de dormir, tente não utilizar quaisquer equipamentos eletrónicos (computador, TV ou telemóvel) no mínimo 1h antes, para permitir que o seu cérebro descanse de todos estes estímulos e conseguir ter um sono de qualidade (nem vale pena detalhar a importância de uma noite de sono decente!).
Se tiver tempo livre e não souber como aproveitar, que tal experimentar algumas destas sugestões: novas receitas, um novo livro, tricô ou crochê (não pense na sua avó aqui e pense o quão terapêutica e produtiva podem ser estas atividades; e quando chega o inverno, quem não gosta de um lindo cachecol?), um piquenique no parque, um jogo de tabuleiro com amigos, entre muitas outras opções. Existe todo um mundo de possibilidades que pode experimentar, sem precisar de recorrer à tecnologia, embora estejamos tão aprisionados e dependentes desta que, muitas vezes, nem nos lembramos de procurar outras coisas.

Fim de semana sozinha a pensar em si

Tire um dia para se desligar de tudo e de todos. Idealmente, devia tentar fazê-lo todas as semanas, mas se o seu trabalho e família não o permitirem, experimente, pelo menos, uma ou duas vezes por mês. Faça uma pequena fuga bucólica para o interior, quer seja um ou dois dias, alugue um lugar só para si, uma casinha ou um apartamento no meio da natureza.
Nesta fuga, procure fazer uma maratona de todas as sugestões acima, portanto ou seja: leve um livro, o seu tapete de ioga, os seus produtos cosméticos preferidos, os seus filmes preferidos e seus ténis de caminhada. Desligue o telemóvel (sim, é verdade, desligue-o e esconda-o) e aprenda que a sua companhia é a melhor que tem, mime-se a si mesma com refeições saudáveis, rotinas de beleza para a pele, leia o seu livro, veja os seus filmes, faça caminhadas e um pouco de ioga. Respire fundo e tire esse dia (ou dias!) para focar-se em si mesma. Caso não tenha tempo ou dinheiro para uma escapadela para o interior, também pode fazer tudo isto no conforto da sua casa.

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda