Histórias Online

«A maternidade é tudo menos cor-de-rosa»

Histórias Online
publicado há 1 semana
1
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Antes de ser mãe, as pessoas falavam-me da maternidade como sendo uma coisa maravilhosa e cheia de cor.

O que se esqueceram de me contar é que a maternidade é cheia de cor, mas nem sempre são cores alegres. Há muitos dias em que o céu nublado faz parte da nossa realidade e que nem o sol se lembra de espreitar para nos dar um pouco de luz.

Não me disseram que havia momentos em que me iria sentir sozinha, em que iria chorar no banho (quando havia tempo para tomar), que iria desejar que ninguém me ligasse, que ninguém nos visitasse, que ninguém perguntasse pelo bebé… sim, porque a partir do momento em que somos mães, deixamos de existir para o Mundo e só o bebé é importante.

E eu? E nós? Esquecem-se de nós, quando somos o elo essencial para o nosso filho estar bem. Sabe Deus o quanto nos custa estar, por vezes, de olhos abertos, quando na verdade queríamos desligar do mundo e ter, nem que sejam 20 minutos só para nós.

Não pintem a maternidade como uma coisa cor-de-rosa, porque não é. Existem momentos maravilhosos? Claro! Mas não é sempre assim.

Há dias infernais e é isso que torna esta realidade um arco-íris. Não são sempre cores alegres que existem neste mundo da parentalidade, mas é sem dúvida neste mundo multicor que quero viver.

Agora, sejam realistas com quem vai ser mãe e não as deixem descobrir que a paleta da maternidade, afinal de contas, tem mais cores do que esse famoso cor-de-rosa.

 

Texto: Joana Cabral

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda