Saúde

5 cuidados a ter para evitar a fadiga na condução

Redação
publicado há 1 mês
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

É importante saber ler os sinais do corpo de que a fadiga se está a acumular. Falta de concentração, esfregar os olhos e bocejar são os primeiros sinais.

Com o verão, chegam as férias. Com as férias, chegam as longas viagens. Assim, antes de se fazer à estrada, recorde que o descanso é essencial para a segurança. A sua e a daqueles que consigo viajam, à sua responsabilidade.

LEIA TAMBÉM: Alerta, famílias! Estas são as melhores carrinhas para quem precisa de espaço na mala

Ao conduzir, o cansaço acumulado potencia o risco de acidente. A concentração é menor e demora mais tempo a aperceber-se do que se passa à sua volta. O tempo de reação é, também, superior. De acordo com as estatísticas, num acidente provocado por fadiga, a probabilidade de haver vítimas mortais ou feridos graves é 50 por cento maior. Isto, porque o condutor, ao adormecer, não reduz a velocidade nem muda de direção antes do embate.

É importante saber ler os sinais do corpo de que a fadiga se está a acumular. Falta de concentração, esfregar os olhos e bocejar são os primeiros sinais. Mais grave são as ocasiões em que o condutor se apercebe de que não se lembra do que aconteceu momentos antes. Parar e descansar é essencial.

  1. Na noite anterior à viagem, não se deite tarde. É essencial que na manhã seguinte se sinta revigorado.
  2. Não insista em manter-se ao volante caso se sinta cansado. Principalmente se a essa hora do dia já está, normalmente, a descansar.

Espreite as restantes dicas no site AUTOMUNDO.PT

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda