Saúde

10 dicas para prevenir uma crise de alergia aos pólenes!

Redação
publicado há 3 semanas
0
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A alergia aos pólenes é a alergia típica de primavera por excelência! E, por isso, há que ter em conta alguns cuidados que poderão prevenir uma possível crise respiratória.

 

A alergia aos pólenes consiste na ocorrência de sintomas (mais frequentemente rinite e/ou conjuntivite, mas em cerca de 40 por cento dos afetados também asma) em indivíduos sensibilizados ao pólen quando este se encontra em elevada quantidade no ar, tal como acontece em plena primavera.

Os pólens são os alergénios mais importantes do ambiente exterior que induzem sintomas de doença alérgica. A gravidade das manifestações alérgicas depende da quantidade de pólen libertado e da exposição do indivíduo durante a estação do ano específica; por isso, podem variar de ano para ano, sendo mais graves quando há níveis de pólens mais elevados.

LEIA TAMBÉM: Sabia que a sua casa pode ajudá-lo a combater as alergias?

No último século assistimos a um progressivo e surpreendente aumento da prevalência da rinite alérgica a pólenes, tendo passado de uma doença rara para se tornar a condição imunológica mais frequente no ser humano hoje em dia!

De facto, a rinite é a mais prevalente das doenças alérgicas e afeta atualmente cerca de 30 por cento dos portugueses.

Não é possível uma completa prevenção ou evicção dos pólens nas épocas em que estão dispersos no meio ambiente exterior (iria acabar fechado alguns meses sempre dentro de casa!). No entanto, algumas medidas ajudam a proteger de quantidades maiores, tais como:

  • Conhecer o boletim polínico que divulga as previsões de quantidades de pólen em cada semana em Portugal, e evitar zonas de maior concentração polínica;
  • Evitar estar ao ar livre nas primeiras horas da manhã em que há maior quantidade de pólen, sobretudo em dias de muito vento e sol, e evitar abrir as janelas de casa nesse horário (preferir arejar a casa da parte de tarde);
  • Ao chegar a casa tomar um duche e mudar de roupa;
  • Não estender a roupa a secar no exterior, preferir o interior de casa ou usar a máquina de secar;
  • Ir para o trabalho ou para a escola preferencialmente de carro mantendo as janelas fechadas e usar filtros anti-pólens para o ar condicionado;
  • Quando viajar de mota utilizar capacete integral;
  • Evitar cortar a relva;
  • Utilizar óculos escuros para combater os sintomas oculares;
  • Atenção aos desportos de ar livre, campismo, caminhadas na natureza, quando são previsíveis maiores contagens de pólens;
  • São preferíveis atividades e férias de praia se for uma época de polinização.

 

 

Texto: Prof. Dra. Mariana Couto, Imunoalergologista - www.marianacouto.pt

Siga a Crescer no Instagram

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Artigos relacionados

Últimas

Top
Botão calendário

Agenda

Consultar agenda